terça-feira, 23 de outubro de 2012

Encontrado corpo de Ana Clara Cunha da Mata, de 11 anos, em Araxá MG





Criança desaparecida há cinco dias é encontrada morta em Araxá, MG 

Trabalhadores viram o corpo próximo ao Distrito Industrial. 

Conforme a Polícia Civil, a criança pode ter sido morta a pedradas. 

Do G1 Triângulo Mineiro Na tarde desta terça-feira (23), foi encontrado o corpo de Ana Clara Cunha da Mata, de 11 anos, às margens de uma rodovia que corta o município, próximo ao Distrito Industrial de Araxá, no Alto Paranaíba. 

A criança estava desaparecida desde a última quinta-feira (18), depois que saiu para ir à escola e não voltou. De acordo com a Polícia Civil, trabalhadores viram o corpo de uma menina e chamaram o Corpo de Bombeiros. A polícia e peritos do Instituto Médico Legal (IML) também foram acionados. 

Ainda conforme a Polícia Civil, havia sinais de violência no corpo e a suspeita inicial é que ela tenha sido morta a pedradas. 

No entanto, ainda não foi confirmado se houve violência sexual. 

O corpo da criança foi encaminhado para o IML, onde deve ficar até a hora do enterro, previsto para a manhã desta quarta-feira (24). 

A perícia colheu materiais da menina que serão analisados em Belo Horizonte. O laudo sobre morte de Ana Clara deve ser concluído em 30 dias. 


Desaparecimento 

De acordo com a mãe da menina, Aline Lopes da Cunha, a filha saiu para ir à escola e não voltou, no dia 18. A família se mudou para a cidade em março deste ano e a menina ainda não tinha muitos amigos. 

O caso mobilizou a população, além da investigação policial. 

O delegado Luiz Antônio da Costa informou que um inquérito foi aberto para localizar a criança e conselho tutelar também deu apoio. 

A família espalhou fotos de Ana Clara nas redes sociais, enquanto amigos e parentes se mobilizavam por notícias.


PS: Diariamente recebo recados 'anônimos' - que vou deletando - defendendo que crianças com mais de 9 anos de idade já estão preparadas para prática sexual e que existe inclusive um estudo comprovando a tese... Enquanto permanecer este pensamento continuarão acontecendo estas atrocidades contra crianças já que adultos doentes não vêem nada demais em molestá-las... Dia desses uma professora que fez sexo com aluno de 9 anos de idade acusou o menino de seduzi-la e o juiz Aristóteles Onasis acatou a tese de que ela estava completamente apaixonada... Uma mulher de quase quarenta anos apaixonada por um guri é coisa de doente mental, moral e sem limites sociais...  Dia desses o advogado da professora de matemática Cristiane me justificou que ela só levou a menina de 13 anos para motel porque sua mãe também era lésbica e usuária de drogas...  A sociedade inteira tem obrigação de dar uma resposta rápida e eficiente a estes anômalos interceptando esta séria brutal de crimes que quando não matam, criam traumas reproduzindo mais adiante uma nova geração com sérias dificuldades de adaptação social, usuários de drogas ou próximos pedófilos... JS













Um comentário:

  1. Totalmente de acordo. Deve ser feita uma revisão do codigo penal, e a pena de morte para maníacos sexuais e pedófilos não deve ser descartada. A resposta que a sociedade quer tem que ser dura e compatível com a natureza dos crimes praticados.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.