sábado, 31 de outubro de 2015

Postagem indisponível

Em resposta a um pedido legal recebido pelo Google, removemos esta postagem. Se desejar, leia mais sobre a solicitação em LumenDatabase.org.

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Desaparecimento Agatha Charlaine Trindade Esterque: Adolecescente encontrada em Itaguaí RJ







LEI SECA MARICÁ
ROMÁRIO BARROS



Após quase 48 horas de buscas, Agatha Charlaine Trindade Esterque, de 13 anos, foi encontrada no município de Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio. Menina só foi localizada graças a mensagem recebida no WhatsApp do LSM.

Informações obtidas com exclusividade pelo LSM davam conta que a menina foi vista em Inoã embarcando em um ônibus da Viação Nossa Senhora Senhora do Amparo às 16 horas na tarde de sábado. Ela teria perguntando para uma internauta do LSM no como faria para chegar ao município de Itaguaí.

A internauta foi com a menina até o Terminal Menezes Cortes, no Rio, onde ela ainda pegou o telefone de Agatha Na manhã de domingo, 25, a internauta perguntou se estava tudo bem na viagem e a menina disse que estava bem. A conversa no aplicativo aconteceu às 8h53, momento que pela última vez Agatha havia ficado online. Após ler a matéria do desaparecimento, a internauta entrou em contato com o WhatsApp LSM.

Em posse desta informação, o LSM informou ao pai da menina, que é o Subtenente Charles Fernandes Esterque do Quartel de Benfica do Corpo de Bombeiros, e ele repassou para a Polícia Civil. Ele disse que a família já havia morado na Favela da Brisamar, em Itaguaí e que a menina possivelmente estaria lá.

Policiais Civis da Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) através do setor de Descoberta de Paradeiros montaram uma operação no começo da tarde desta segunda-feira, 26, e localizaram a menina no bairro Chaperó.

A menina foi levada para a 50a DP e o caso continua sendo investigado. 

Segundo familiares, Agatha, estudante da Escola Municipal Marquês de Maricá saiu da casa em que reside na Rua 64 no Loteamento Jardim Atlântico por volta das 16 horas para comprar pão e desapareceu.  O pai da menina, que é o Subtenente Charles Fernandes Esterque do Quartel de Benfica do Corpo de Bombeiros, realizou buscas em vários locais, mas a menina não conseguia ser localizada.





Bacon, linguiça e salsicha podem causar câncer





segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Bacon, presunto e salsicha causam câncer, alerta OMS, como cigarro e amianto





Bacon, presunto e salsicha causam câncer, alerta OMS
Carnes processadas são tão perigosas quanto cigarro e amianto, diz novo relatório
  


POR O GLOBO 



RIO - A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou nesta segunda-feira um alerta que deve ser lido com atenção por quem consome produtos como bacon, salsichas e presunto. De acordo com a entidade, as chamadas carnes processadas causam câncer.

Segundo o relatório, após a revisão de centenas de estudos científicos, verificou-se que a ingestão diária de 50 gramas de carne processada, o equivalente a menos de duas fatias de bacon, aumenta em 18% a chance de desenvolver câncer colorretal. Este tipo de tumor é um dos mais identificados em homens e mulheres.

A partir de agora, as carnes processadas estão classificadas no grupo 1 de carcinogênicos. É o mesmo patamar de tabaco, amianto e fumaça de diesel. Para todos esses produtos, já existem evidências suficiêntes de sua ligação com diferentes tipos de tumor.

O relatório foi elaborado pela Agência Internacional de Pesquisa do Câncer (Iarc, na sigla em inglês), órgão ligado à OMS.

Já a carne vermelha não processada é "provavelmente cancerígena", mas as provas para isso são menos claras. O alimento foi listado no grupo 2A.

A OMS, porém, reconheceu que a carne também traz alguns benefícios de saúde. Sabe-se que o alimento tem valor nutricional, além de ser uma importante fonte de ferro, zinco e vitamina B12.

A carne processada é aquela que foi modificada para ter mais duração ou sabor alterado — em manipulações como a adição de sal ou conservantes. São estas adições que podem elevar o risco de câncer.

— Para um indivíduo, o risco de desenvolver câncer colorretal devido ao consumo de carne processada permanece pequeno, mas ele aumenta a partir da quantidade de carne consumida — alerta Kurt Straif, da OMS.

PUBLICIDADE

De acordo com a organização, as conclusões do novo relatório são importantes para que os países consigam estabelecer um aconselhamento dietético equilibrado.

Professor da Universidade de Oxford e membro da organização de pesquisas sobre câncer do Reino Unido, comentou o estudo à BBC.

— Esta decisão não significa que você precisa parar de comer carne vermelha ou processada, e sim que você deve pensar em reduzir este consumo, caso ele seja elevado. — Comer bacon de vez em quando não vai fazer mal. Ter uma dieta saudável é sempre uma questão de moderação.







Agatha Charlaine Trindade Esterque, 13 anos, desaparecida em Maricá RJ






Filha de militar desaparece ao sair para comprar pão


Ricardo Rigel



Eram 15h30m de sábado, quando a estudante Ágatha Charlaine Trindade Esterque, de 13 anos, saiu de sua casa, no loteamento Jardim Atlântico, em Itaipuaçu, Maricá, na Região Metropolitana do Rio, para ir à padaria comprar pão. Mas o improvável aconteceu: ela não voltou mais. Agora, a família, desesperada, tenta encontrar pistas sobre o paradeiro da menina.

A mãe da estudante, Adriana Trindade, de 40 anos, dona de casa, disse que no dia do sumiço havia dado R$ 20 para a filha comprar pão. Depois de 30 minutos, vendo que a filha não voltava, ficou preocupada e foi para a rua:

— Estou completamente arrasada. Não consigo dormir nem comer. Nunca imaginei que isso pudesse acontecer com a gente. Minha filha só saía de casa sozinha para ir à escola ou à padaria, que ficam perto daqui. Fora isso, só acompanhada por mim ou pelo meu marido.
A família desconfia de que Ágatha tenha fugido de casa. Em depoimento à polícia, o pai da menina, o subtenente Charles Fernandes Esterque, lotado no quartel do Corpo de Bombeiros de Benfica, disse que percebeu o sumiço de R$ 100 que estavam numa gaveta de casa. 

Também notou que a menina havia levado o celular e um chip.


— A Ágatha sempre foi uma menina tranquila. Nunca disse que estava insatisfeita de morar aqui. O pai dela já havia retirado o chip do celular para que ela não ficasse mexendo em redes sociais, pois achamos que ela é muito nova — disse a mãe.

Ainda segundo Adriana, depois do sumiço da filha, a família observou que a menina tem acessado o aplicativo de Whatsapp, mas não responde a nenhuma mensagem e nem atende as ligações.

No domingo, uma testemunha procurou os pais da garota e disse ter visto ela entrando em um ônibus com uma mochilas nas costas.
— A polícia já tem algumas pistas, mas não vamos revelar para não atrapalhar as investigações.

De acordo com a chefia de investigação da 82ª DP (Maricá), o caso foi passado para o Setor de Desaparecidos da Divisão de Homicídios região. A polícia faz buscas para tentar localizar a menina. Caso alguma testemunha tenha informações sobre Ágatha pode entrar em contato com o Disque-Denúncia através do telefone (21) 2253-1177.








terça-feira, 20 de outubro de 2015

Na foto Taitiane Nascimento aparece ao lado de Leyde Cristina, esposa do médico ortopedista e traumatologista José Ubiratan Pinheiro







Restos mortais de universitária que desapareceu em 2014 são encontrados no Tarumã
Suspeita da família é que o crime tenha sido passional, após a jovem ter se envolvido em um triângulo amoroso

Manaus (AM), 14 de Maio de 2015


ÉDRIA CAROLINE


Os restos mortais da universitária Taitiane do Nascimento Santos foram encontrados no último dia 16 de abril, na Rua Sócrates, no bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus. 

O corpo foi identificado após equipes da Delegacia Especializada em Ordem Política e Social (Deops) saberem que haviam sido encontrados restos mortais e que estariam no Instituto Médico Legal (IML).

“Coletamos a arcada dentária para análise e entramos em contato com a dentista da Taitiane, onde foi constatada a identidade da ossada encontrada”, disse a delegada Catarina Saldanha, titular da Deops.

Delegada Catarina Saldanha (Aguilar Abecassis/Freelancer)

A delegada ainda explicou que o laudo saiu na semana passada, mas por conta de uma série de procedimentos emergenciais, ainda não podia ser divulgado. No laudo ainda consta uma perfuração no crânio, o que comprova que Taitiane foi morta com um tiro.

“Agora o inquerito será encaminhado à Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que dará continuidade as investigações”, concluiu a delegada.

Desaparecimento

Taitiane do Nascimento Santos, que na época tinha 26 anos, desapareceu no dia 15 de setembro do ano passado. Desde então, a suspeita da família da vítima é de que ela tivesse sido vítima de um crime passional, após se envolver em um triângulo amoroso com uma colega de faculdade e o marido da amiga.

A vítima era casada e sumiu em Manaus após voltar da casa do marido, no município de Manacapuru. Ela morava em Manaus, onde estudava e fazia estágio. Nos fins de semana, ela voltava para o município de Manacapuru, onde ficava com o marido e cuidava de um restaurante, que pertencia ao casal. Ela estava desaparecida há 7 meses e sua irmã, Bibiane Nascimento, chegou à ir até Brasília, na Secretaria de Políticas para Mulheres cobrar agilidade nas investigações.





Foto de Domingos Roberto Neves, esposo de Taitiane Nascimento Campos assassinada com tiro na cabeça








Pedido a quebra de sigilo telefônico no caso de estudante desaparecida

Portal do Holanda - O Amazonas todo lê

Postado em 12/03/2015 às 22h05 - 
Atualizado em 13/03/2015 às 10h15 




A quebra de sigilo telefônico dos envolvidos no caso da universitária Taitiane do Nascimento, de 26 anos, desaparecida desde o dia 15 setembro do ano passado em Manacapuru, será solicitada pela Polícia Civil do Amazonas, de acordo com comunicado dado nesta quinta-feira, 12.

A suspeita é de que tenha ocorrido crime passional, já que, segundo sua família, a jovem desapareceu após se envolver em um triângulo amoroso entre uma amiga de faculdade e o marido da amiga.

Bibiane Nascimento, irmã da vítima, relata que o relacionamento começou entre Taitiane e a colega. Depois, ela teria se envolvido com o marido da amiga. Depois de um tempo, as duas brigaram. "Elas viraram inimigas. Essa mulher foi até Manacapuru e contou para o marido da irmã sobre o caso. Isso foi em agosto. Depois ele conversou com a Taitiane, disse que tinha perdoado e eles estavam bem, mas dias depois ela sumiu", disse a irmã.



"Uma das linhas de investigação é de que o marido da Taitiane e a amiga possam ter tramado algo. Ela nunca passou tanto tempo longe, é muito ligada à minha mãe, jamais sumiria assim. Sabemos que algo aconteceu. A delegada espera que não, mas já acreditamos que ela pode ter sido morta. Acho que minha irmã foi vítima de um crime brutal. Só queremos saber o que aconteceu, porque vivemos uma angústia", disse.

Domingos Roberto nega que tenha envolvimento no desaparecimento da esposa, e disse que o casal já haviam resolvido o problema das supostas traições na época em que ela desapareceu.

O marido de Taitiane e a colega envolvida no triângulo amoroso continuam sendo investigados, e de acordo com os policiais, o objetivo das interceptações telefônicas é apurar o suposto elo entre os suspeitos.

Bibiane afirma que ainda tem esperanças de encontrar Taitiane com vida, e realiza visitas semanais à Delegacia Especializada em Ordem Política e Social, responsável pelo caso, mas segundo ela, "só sabem dizer que estão trabalhando e que tudo está sob segredo de Justiça".

Quem mais sofre com a situação é a mãe de Taitiane. Bibiane relatou a situação “Ela sente falta da filha. Não sabe mais o que pensar. Nossa mãe tem passado por estresse absurdo e nem posso ajudá-la diretamente porque ela mora fora do Amazonas e não consegue vir para cá. Não sabemos mais o que fazer. Dizem para eu esperar. Enquanto isso, minha mãe está doente por conta da falta de informações”.